Arquivo Mitologia #9: Divindades do fogo, das chamas e do calor


 Fala Espécies!
 No AM de hoje, nós vamos falar um pouco sobre todos, ou quase todos, os deuses, deusas, entidades, deidades, divindades, espíritos, personificações, patronos e guardiões do fogo, das chamas e do calor. espero que gostem!

Pele

Resultado de imagem para deusa pele

 Antigas lendas havaianas atribuem as explosões dos espetáculos geológicos do vulcão Kilauea à presença de Pele. Deusa muito temperamental e habitante do Kilauea, que há muito tempo atrás, veio para o Havaí construir sua casa. Pele gosta de viver em poços profundos e cheios de fogo. Cansou de viver na Ilha Kauai e foi para a Ilha Oahu. Depois mudou-se várias vezes, criando as ilhas Molokai, Lanai e Maui. Hoje, vive na Ilha Havaí, onde impôs sua presença com seus ataques de mau humor. No Kilauea, Pele fez sua morada. Os havaianos costumam dizer, que se pode ver Pele nadando na alaranjada lava incandescente. para os incrédulos mostram fios de cabelo de pele encrustados em porções de lavas endurecida. Presentes à Deusa, eram oferecidos nas correntes de lava incandescente. As oferendas eram diversas, carnes, frutas, entre elas o pequeno Ohelo. No choque do rio de lava com o mar, o confronto de elementos. Na beira da praia, água morna aquecida pelo calor do Kilauea.

Surt

Resultado de imagem para Surt

 Surt é o gigante de fogo que guarda Musphelhein. No Ragnarok, segundo a mitologia nórdica, Surt lançará fogo nos nove mundosSurtur, Surtr ou ainda Surt (Antigo Nórdico "Negro" ou "Aquele moreno"), é o jötunn ancião, líder dos gigantes de fogo do Muspelheim. Surtur é citado na Edda poética, compilada no século XIII a partir de fontes tradicionais mais adiantadas, e na Prosa Edda, escrita no século XIII por Snorri Sturluson. Em ambas as fontes, Surtur é anunciado como sendo uma figura importante durante os eventos do Ragnarök, carregando sua espada brilhante, ele irá para a batalha contra os Æsir, tendo um confronto com o grande deus Freyr, e depois as chamas que ele traz vão engolir a Terra. É o assassino de dois irmãos de Odin, Vili e Ve, E certamente deve ser considerado tanto o maior inimigo de Odin quanto de Asgard. Surtur não é mencionado em grande parte da mitologia pagã que foi recuperada e escrita nos Eddas. Existem algumas escolas de pensamento que discutem se Surtur foi de fato o primeiro ser, criado a partir do fogo primordial. Este fogo teria derretido a geada de gelo para revelar Audhumla, e para criar o ser primordial, Ymir. Além disso, com o tempo, o fogo de Surtur teria sido o suficiente para revelar o primeiro dos deuses, Buri, o avô de Odin, que se tornaria o chefe do Æsir. Se esta visão estiver correta, então Surtur é o começo de toda a vida e o final dela também.

Agni

Resultado de imagem para agni

 Agni, o deus do Fogo, é o Sol e o brilho que rasga as nuvens, mas é também o protetor dos homens, aos quais é útil tanto no plano da sobrevivência como no da comunicação com os outros deuses. Hóspede do lar que protege, presente em tudo o que arde, os homens devem-lhe o calor, a luz, os alimentos cozinhados e a purificação, que lhes é tão necessária à vida física e espiritual. Indispensável aos progressos nos primeiros tempos da humanidade, Agni permitiu que o homem melhorasse a sua condição e dominasse a natureza. Enquanto Purificador, Agni caça e queima os demônios, e devolve a virgindade a tudo aquilo em que toca; para provar a sua inocência, um suspeito tem de se atirar ao fogo e sair dele incólume. É também para protegerem os vivos da pior das máculas, a da morte, que os hindus queimam os cadáveres em piras rituais. Tal como o fogo que encarna, Agni tem uma cabeleira ruiva, línguas ágeis e dentes de ouro. A segunda função de Agni consiste em servir de intermediário ou de mensageiro entre os deuses e os homens. Quando estes oferecem sacrifícios, é ele, o fogo sacrificial, quem apanha as oferendas de manteiga derretida ou de gordura e as leva na forma de fumos ao deus invocado.

Vulcano

Resultado de imagem para vulcano god

 Vulcano era o deus romano do fogo, filho de Júpiter e de Juno ou ainda, segundo alguns mitólogos, somente de Juno com o auxílio do Vento. Foi lançado aos mares devido à vergonha de sua mãe pela sua disformidade; foi, porém, recolhido por Tétis e Eurínome, filhas de Oceano. Noutras versões, a sua fealdade era tal mesmo recém-nascido, que Júpiter o teria lançado do monte Olimpo abaixo. A esse fato se deveria a sua deformidade, pois Vulcano era coxo. Sua figura era representada como um ferreiro. Era ele quem forjava os raios, atributo de Júpiter. Este deus, o mais feio de todos, era o marido de Vénus (a Afrodite grega), a deusa da beleza e do amor, que, aliás, lhe era tremendamente infiel. No entanto, Vulcano forjou armas especiais para Eneias, filho de Vênus, de Anquises e de Troia, e para Aquiles quando este havia emprestado para Pátroclo, que por sua vez a perdeu para Heitor. E também em certa altura, Vulcano preparou uma rede com que armadilhou a cama onde Vênus e Marte mantinham uma relação adúltera. Deste modo o deus ferreiro conseguiu demonstrar a infidelidade da sua esposa, que no entanto foi perdoada por Júpiter.

Angra

Imagem relacionada

 Angra é a deusa do fogo na mitologia tupi-guarani. Também muito conhecida por ser a única deusa da mitologia brasileira que só come alface. Diz a lenda que, ao comer alface, ela tinha suas forças revigoradas, e podia defender seu povo de qualquer tribo rival. Adeptos acreditam que a alface proporciona ao ser humano 30% de aumento de sua força.

Bridgit

Resultado de imagem para brigit deusa

 Brigit, conhecida também por Bride, Brigída, Bridey ou Brighd é uma deusa do panteão celta, sendo uma das Deusas mais cultuadas em toda a história da Irlanda. Brigit, é a Deusa dos ferreiros, dos artistas e das artes da cura. Sendo uma Deusa solar, ela é padroeira do fogo e de tudo que envolva Inspiração e Artes. É uma Deusa tríplice, tendo três faces, a poetisa, a médica e a ferreira. Brighid é filha de Dagda,o Bom Deus, pertencendo assim, aos Tuatha De Danann. Dagda é o líder e o Grande Pai conhecido como o Poderoso do Conhecimento. Um rei da sabedoria Dagda é a Boa Mão, um mestre da vida e da morte, e aquele que traz prosperidade e abundância. Gêmeo de Sucellos como o regente da luz durante a metade do ano. O poder e o conhecimento de Dagda é dado por um sopro, chamado "AWEN" através de um beijo no escolhido como sucessor para Chefe Trovador dos Duidas. O "AWEN" é o sopro de Deus (Dagda) que guia e instrui, tornando um trovador diferente dos outros. Há lendas que alegam ser ela a esposa de Tuireann, com quem teve três filhos (Brian, Iuchar e Iucharba), que posteriormente matam Cían, o pai de Lugh.

Loki

Imagem relacionada

 Loki é um deus, ou um jotun (gigantes que se opõem aos deuses), filho de Farbanti e Laufey, irmão de Helblindi e Býleistr. É o deus do fogo, da trapaça e da travessura, está também relacionado à magia, podendo assumir forma que quiser. Ele não faz parte dos Aesir (o clã de deuses que residem em Asgard), apesar de viver ali. É geralmente visto como um grande símbolo da maldade e da trapaça, e, embora suas artimanhas geralmente causem problemas a curto prazo aos deuses, estes frequentemente se beneficiam com elas no fim. É notadamente uma das figuras mais profundas, representativas e complexas da Mitologia Nórdica. Ele domina um majestoso conhecimento em estratégia, usando suas habilidades para interesses próprios, fabricando e elaborando intrigas e densar mentiras. Por ser um mestiço entre deus e jotun, a sua relação com os outros deuses é bastante problemática. Segundo as lendas nórdicas, Loki liderará um exército durante os eventos da Ragnarok. Loki é muito respeitado por Thor, tendo ajudado-o a recuperar o seu martelo mágico Mjölnir, que fora roubado por gigantes. Além do martelo, Loki também obtém alguns dos artefatos mais importantes dos deuses como a lança de Odin, Gungnir, os cabelos de ouro de Sif e o navio mágico de Freyr, o Skidbladnir.

Xiuhtecuhtli

Imagem relacionada

 Xiuhtecuhtli ("Senhor Turquesa " ou "Senhor do Fogo"), era o deus do fogo asteca, que alguns disseram que presidiu o nascimento do sol, levantou as quatro árvores que sustentavam o céu, e lançou Tezcatlipoca, como o deus do sol, aos quatro pontos cardeais.

Quimera

Resultado de imagem para quimera

 Quimera é uma figura mística caracterizada por uma aparência híbrida de dois ou mais animais e a capacidade de lançar fogo pelas narinas, sendo portanto, uma fera ou besta mitológica. Oriunda da Anatólia e cujo tipo surgiu na Grécia durante o século VII A.E.A, sempre exerceu atração sobre o imaginário popular. De acordo com a versão mais difundida da lenda, a quimera era um monstruoso produto da união entre Equidna - metade mulher, metade serpente - e o gigantesco Tifão. Outras lendas a fazem filha da hidra de Lerna e do leão da Nemeia, que foram mortos por Hércules. Criada pelo rei da Cária, mais tarde assolaria este reino e o de Lícia bafejando fogo incessantemente, até que o herói Belerofonte, montado no cavalo alado Pégaso, conseguiu matá-la. Com o passar do tempo, chamou-se genericamente quimera a todo monstro fantástico empregado na decoração arquitetônica. Em Alquimia, é um ser artificial (assim como o homúnculo), criado a partir da fusão de um ser humano e animalFigurativamente ou em linguagem popular mais ampla, o termo quimera alude a qualquer composição fantástica, absurda ou monstruosa, constituída de elementos disparatados ou incongruentes, significando também utopia. A palavra quimera, por derivação de sentido, significa também o produto da imaginação, um sonho ou fantasia (por exemplo: A Quimera de Ouro).

Curupira

Resultado de imagem para curupira cabelo de fogo

 Antes que digam qualquer coisa, eu sei que o Curupira não é uma entidade do fogo, porém, eu o coloquei nesta lista por causa dos seus cabelos de fogo, apenas isso. O Curupira é um personagem do folclore brasileiro. Dizem que o Curupira é um anão, com os pés virados para trás, cabelos de fogo e olhos arregalados, que mora na floresta e faz travessuras. Esse anão fica bravo quando homens e caçadores aparecem em nossas matas para eliminar os animais e vender suas peles, destruir a vegetação, derrubar árvores, fazer queimadas, etc. O Curupira não consegue ficar vendo tamanha destruição sem fazer nada. Com isso, apronta travessuras, pregando peças nesses homens. Ele solta assovios altos e finos, como uivos dos lobos; faz barulho chacoalhando galhos das plantas e atira pedras. Contam as lendas que a maior travessura do Curupira é fazer com que os destruidores da natureza se percam nas florestas, não conseguindo mais sair. Isso acontece porque o Curupira tem os pés voltados para trás e os caçadores seguem seu rastro indo para o lado contrário. Por seus bem feitos à fauna e flora do Brasil, o anão é considerado o protetor das florestas.

Comentários

Popular Posts