The Woman's Power #3: Escritoras e seus Sucessos (Parte 2)


Anne Rice (EUA)


Resultado de imagem para anne rice

 Howard Allen O'Brienmais conhecida como Anne Rice é:

• Escritora.

 Ela mesma escolheu 'Anne' como primeiro nome, ao entrar na escola. Em 1956 perdeu a mãe, Katherine, e dois anos depois, com o pai casado novamente, a família mudou-se para a cidade de Richardson, no Texas, onde Anne conheceu seu futuro marido, o poeta e pintor Stan Rice, já falecido. Em seus livros, invariavelmente apresenta os seus vampiros como indivíduos com paixões, teorias, sentimentos, defeitos e qualidades, tal como os seres humanos, mas, com a diferença de terem que lutar pela sua sobrevivência por meio do sangue de suas vítimas e sua própria existência que, para alguns deles, é um fardo a ser carregado através das décadas, séculos e até mesmo milêniosSeu livro de maior sucesso é "Entrevista com o vampiro". Anne relata que escreveu esse livro em apenas uma semana, após a morte de sua filha por leucemia, retratada na personagem Cláudia. Entrevista com o Vampiro foi para as telas dos cinemas, sendo que Anne escreveu o roteiro e acompanhou de perto a produção. A decepção da autora foi quanto à escolha do ator para o personagem Lestat (Tom Cruise), sendo divulgado que ela o considerava apenas um rosto bonito, sendo sua preferência o ator Rutger Hauer (inclusive no livro A História do Ladrão de Corpos, através de uma fala de Lestat, ela indica isto). Contudo, após acompanhar a dedicação e o desempenho de Tom Cruise, Anne voltou atrás e elogiou a atuação do astro. Já no segundo filme, "A Rainha dos Condenados", Anne não teve qualquer participação em nenhuma etapa de sua produção, o que pode explicar a pouca repercussão que o filme obteve e as extremas "licenças" poéticas que os produtores tomaram a liberdade de fazer descaracterizando pontos importantes da saga dos vampiros. Em 2005, Rice anunciou que, após o falecimento de seu marido Stan Rice, deixaria de escrever obras sobre vampiros, bruxas e outros seres fantásticos e se dedicaria a outros tipos de gêneros literários. Em Christ The Lord: Out of Egypt, lançado em 2005, Rice despede-se dos seus temas habituais para escrever um retrato curioso de um Jesus aos sete anos de idade, partindo do Egito com a família, para voltar para sua casa em Nazaré.

Resultado de imagem para Entrevista com o Vampiro

---------------------------------------------------------------------------------------

Bel Rodrigues (Brasil)


Resultado de imagem para bel rodrigues

 Izabel Cristina Rodrigues, mais conhecida como Bel Rodrigues é:

• Escritora.
• Youtuber.

 Catarinense nascida em 10 de fevereiro de 1994, graduada em Comunicação Social e pós-graduada em Criminologia, resolveu criar um canal no YouTube para compartilhar seus gostos por livros, mas nunca imaginou ter milhares de seguidores. Amante de dias chuvosos e jogos online, ela ainda se emociona ao responder que também é escritora. Escreveu seu primeiro livro, O Amor em tempos de #Likes, com três amigos: Pam Gonçalves e o casal Pedro Pereira e Hugo francioni 💙 em 2016. Depois de dois anos, Rodrigues encantou o mundo com seu novo livro, 13 segundos.

Resultado de imagem para bel rodrigues livros

---------------------------------------------------------------------------------------

Carol Bensimon (Brasil)


Resultado de imagem para carol bensimon

 Carol Bensimon é:

• Escritora.
• Tradutora.
 Ingressou no curso de Comunicação Social em 2000, que concluiu em 2005. Um ano após sua formação, decidiu abandonar a profissão. Iniciou o mestrado em Teoria Literária em 2007, defendendo no ano seguinte a dissertação A Personagem Ausente na Narrativa Literária, sob orientação de Luiz Antonio de Assis Brasil. Publicou contos nas revistas FicçõesFicção de Polpa e Bravo!, assim como no jornal Zero Hora. Seu primeiro livro foi Pó de Parede (Não Editora, 2008), reunindo três novelasEm 2009, depois de receber uma bolsa de estímulo à criação literária da Funarte, escreveu Sinuca embaixo d'água, publicado pela Companhia das Letras. O livro foi um dos finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria Autor Estreante e do Prêmio Jabuti de 2010 na categoria Romance. Foi uma das autoras incluídas na coletânea Histórias femininas, publicada pela Editora Scipione em 2011. O livro reuniu contos de autoras contemporâneas, como ÍndigoCecília Giannetti e Andréa del Fuego. Bensimon foi selecionada em 2012 como uma dos 20 melhores jovens escritores da revista britânica Granta, "que indica os nomes que irão construir o mapa da literatura brasileira". No Brasil a revista é publicada pelo selo Alfaguara, que pertence à editora Objetiva.

Resultado de imagem para Pó de parede

---------------------------------------------------------------------------------------

Carolina de Jesus (Brasil)


Resultado de imagem para carolina de jesus

 Carolina Maria de Jesus foi:

• Escritora.
• Compositora.
• Poetisa.

 Ficou conhecida por seu livro Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada publicado em 1960. Carolina de Jesus é considerada uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil. A autora viveu boa parte de sua vida na favela do Canindé, na zona norte de São Paulo, sustentando a si mesma e seus três filhos como catadora de papéis. Em 1958 tem seu diário publicado sob o nome Quarto de Despejo, com auxílio do jornalista Audálio Dantas. O livro fez um enorme sucesso e chegou a ser traduzido para quatorze línguas. Sua obra permanece objeto de diversos estudos, tanto no Brasil quanto no exterior. Carolina Maria de Jesus nasceu em 14 de março de 1914, na cidade de Sacramento, em Minas Geraisnuma comunidade rural, de pais negros analfabetos. Era filha ilegítima de um homem casado e foi maltratada durante toda sua infância. Aos sete anos, sua mãe a obrigou a frequentar a escola, depois que a esposa de um rico fazendeiro decidiu pagar seus estudos, mas ela interrompeu o curso no segundo ano, tendo já conseguido aprender a ler e a escrever e desenvolvido o gosto pela leitura. Em 1937, sua mãe morreu e ela se viu impelida a migrar para a metrópole de São Paulo. Carolina construiu sua própria casa, usando madeira, lata, papelão e qualquer material que pudesse encontrar. Saía todas as noites para coletar papel, a fim de conseguir dinheiro para sustentar a família. Em 1947, aos 33 anos, desempregada e grávida, Carolina instalou-se na extinta favela do Canindé, na zona norte de São Paulo, num momento em que surgiam na cidade as primeiras favelas, cujo contingente de moradores estava em torno de cinquenta mil. Ao chegar à cidade, conseguiu emprego na casa do notório cardiologista Euryclides de Jesus Zerbini, médico precursor da cirurgia de coração no Brasil, o que permitia a Carolina ler os livros de sua biblioteca nos dias de folga. Em 1948, deu à luz seu primeiro filho, João José. Teve ainda mais dois filhos: José Carlos e Vera Eunice, nascidos em 1949 e 1953 respectivamente. Ao mesmo tempo em que trabalhava como catadora, registrava o cotidiano da comunidade onde morava, nos cadernos que encontrava no material que recolhia, que somavam mais de vinte. Um destes cadernos, um diário que havia começado em 1955, deu origem ao seu livro mais famoso, Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada, publicado em 1960. Depois da publicação de Quarto de Despejo, Carolina mudou-se para Santana, bairro de classe média, na zona norte de São Paulo. Posteriormente, em 1969, Carolina acumulou dinheiro suficiente para se mudar de Santana para Parelheiros, uma região árida da Zona Sul de São Paulo, no pé de uma colina. Próxima de casas ricas, local de algumas das mais pobres habitações do subúrbio da cidade, com impostos e preços menores, era lá que Carolina esperava encontrar solidão. Paralheiros se caracterizava por fortes contrastes entre ricos e pobres: Grandes casarões ao lado de barracos. Embora pobre, Parelheiros era o mais próximo que Carolina poderia chegar do interior de sua infância sem deixar São Paulo e suas escolas públicas, para as quais seus filhos iam de ônibus. Agora passando boa parte de seu tempo sozinha, lia o jornal e plantava milho e hortaliças, apesar de reclamar que seus esforços de jardinagem rendessem tanto quanto custassem. Carolina nunca quis se casar para não se submeter a um homem e cada um dos seus três filhos era de um relacionamento diferente. A filha de Carolina, Vera Eunice tornou-se professora e contou em entrevista, que sua mãe aspirava a se tornar cantora e atrizCarolina Maria de Jesus morreu em 13 de fevereiro de 1977, vítima de insuficiência respiratória.

Imagem relacionada

---------------------------------------------------------------------------------------

Cassandra Clare (Irã)


Resultado de imagem para cassandra clare livros

 Judith Rumelt, mais conhecida pelo pseudônimo Cassandra Clare é:

• Escritora.

 É conhecida por escrever a série de livros Os Instrumentos Mortais. Autora best-seller, até 2016 ela havia vendido mais de 1,6 milhão de livros no Brasil e 36 milhões no mundo todo. Cassandra Clare é filha de pais norte-americanos, nascida em Teerã, no Irã. Passou grande parte de sua infância viajando pelo mundo com sua família. Viveu na França, Inglaterra e Suíça antes de completar dez anos de idade. Com as frequentes mudanças de sua família, Clare encontrou familiaridade nos livros de fantasia e sempre encontrava-se com um debaixo do braço, incluindo As Crônicas de Nárnia. Estudou em um colégio de Los Angeles, onde ela costumava escrever histórias para divertir seus colegas, incluindo um romance épico chamado "The Beautiful Cassandra", baseado na história homônimo de Jane AustenApós a faculdade, Clare começou a trabalhar em inúmeras revistas de entretenimento e tabloides, incluindo The Hollywood Reporter. Mesmo tendo nascido em um país com predominância muçulmana, ela foi criada como judia e incluiu um personagem judeu na sua principal série. Cassandra também é a mais famosa escritora de fanfics de Harry Potter e Senhor dos Anéis. Ela também é amiga da escritora Holly Black, e seus livros ocasionalmente se coincidem, com Clare mencionando personagens dos livros de Black e vice-versa. O livro favorito de Cassandra é O Senhor dos Anéis e a autora favorita dela é Jane Austen. Ela mora atualmente em Amherst, Massachusetts, com seu marido, Joshua Lewis, e três gatos. Ela declarou que algumas editoras rejeitaram publicar sua série best-seller de livros, por nela conter um relacionamento homossexual entre dois personagens principais. Ela disseː

"Se os editores estão colocando obstáculos para uma representação mais ampla das diferentes partes da sociedade, então precisamos nos esforçar mais, para escrever livros sobre elas."

  Em 2004, Clare começou a trabalhar em seu primeiro romance, Cidade dos Ossos, inspirado na paisagem urbana de Manhattan. Cidade dos Ossos foi lançado pela editora Simon & Schuster em 2007, tendo sua estreia no Brasil em 2010 pela Galera Record. Ele virou best-seller do New York Times logo após seu lançamento.

Resultado de imagem para Cidade dos Ossos

---------------------------------------------------------------------------------------

Cecília Meireles (Brasil)


Resultado de imagem para cecília meireles

 Cecília Benevides de Carvalho Meireles, foi:

• Jornalista.
• Pintora.
• Poetisa.
• Professora.

 Cecília Benevides de Carvalho Meireles nasceu no bairro Rio Comprido, na cidade do Rio de Janeiro. Seus pais eram Carlos Alberto de Carvalho Meireles, funcionário do Banco do Brasil, e Mathilde Benevides Meireles, professora da rede pública de ensino fundamental (na época, ensino primário). Antes de Cecília nascer, sua mãe havia perdido seus outros filhos: Carlos, Vítor, Carmem. Carlos morreu três meses antes do nascimento de Cecília. Aos três anos de idade, sua mãe morreu, e Cecília se mudou para as imediações das ruas Zamenhoff, Estrela e São Carlos, passando a morar com sua avó materna, Jacinta Garcia Benevides, uma portuguesa nascida na Ilha de São Miguel, Açores, na época viúva e única sobrevivente da família. Ela criou a menina com ajuda de Pedrina, a babá da menina, que sempre lhe contava histórias à noite. Demonstrava interesse pela música, o que a levou estudar cantoviolão e violino no Conservatório Nacional de Música, pois sonhava em escrever uma ópera sobre o Apóstolo São Paulo. No entanto, posteriormente, acabou se dedicando à literatura, tendo em vista que não conseguiria se dedicar com perfeição às muitas atividades simultaneamente. Cecília Meireles possuía olhos azuis-esverdeados, era curiosa e sozinha, sobretudo por que sua avó não a deixava sair de casa para brincar, mesmo quando era chamada por outras crianças. Durante uma entrevista, Cecília disse que "em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar e nem me espantei por perder". A infância solitária rendeu à futura escritora dois pontos que, para ela, foram positivos: "a solidão e o silêncio". Com dezoito anos de idade, em 1919, Cecília lança seu primeiro livro de poemasEspectros, lançado pela Editora Leite Ribeiro (hoje Freitas Bastos).

Resultado de imagem para Espectros (livro)

---------------------------------------------------------------------------------------

Charlotte Brontë (Reino Unido)


Resultado de imagem para charlotte bronte

 Charlotte Brontë foi:

• Escritora.
• Poetisa.

  Era a mais velha das três irmãs Brontë que chegaram à idade adulta e cujos romances são dos mais conhecidos da literatura inglesa. Nasceu em Thornton, Reino Unido no dia 21 de abril de 1816. Escreveu o seu romance mais conhecido, Jane Eyre com o pseudônimo Currer BellJuntamente com as suas irmãs ainda vivas, Emily e Anne, e seu irmão, Branwell, Charlotte começou a escrever sobre as vidas e lutas dos habitantes dos seus reinos imaginários. Charlotte e Branwell começaram a escrever histórias byronianas sobre um país que tinham inventado chamado Angria, ao mesmo tempo que Emily e Anne começaram a escrever artigos e poemas sobre Gondal, o país que também tinham inventado. As sagas (parte das quais ainda existe nos dias de hoje em forma de manuscrito) eram elaboradas e rebuscadas e instigou-as desde a infância e adolescência com um interesse quase obsessivo que as preparou para a sua vocação literária durante a idade adulta. Charlotte continuou a sua educação em Roe Head, Mirfield, entre 1831 e 1832, onde conheceu as duas amigas com quem trocaria correspondência o resto da vida: Ellen Nussey e Mary Taylor. Durante este período, Charlotte escreveu a novela "The Green Dwarf" em 1833 com o pseudónimo Wellesley. Charlotte regressou à escola, desta vez como professora, em 1835 e permaneceu nesta função até 1838. Em 1839, aceitou a primeira de muitas posições como governanta em várias famílias de Yorkshire, uma carreira que seguiu até 1841. Em termos políticos, Charlotte era conservadora, mas promovia a ideia de tolerância em vez de revolução. Tinha princípios morais muito fortes e, apesar da sua timidez, estava sempre pronta para defender os seus princípios.

Resultado de imagem para Jane Eyre

---------------------------------------------------------------------------------------

Chimamanda Ngozi Adichie (Nigéria)


Resultado de imagem para chimamanda

 Chimamanda Ngozi Adichie é:

• Escritora.

 Ela é reconhecida como uma das mais importantes jovens autoras anglófonas que está tendo sucesso em atrair uma nova geração de leitores de literatura africana. Chimamanda nasceu na Nigéria, no estado de Anambra, mas cresceu na cidade universitária de Nsukka, no sudeste da Nigéria, onde se situa a Universidade da Nigéria. Seu pai era professor de Estatística na universidade, e sua mãe trabalhava como administradora no mesmo local. Quando completou dezenove anos, deixou a Nigéria e se mudou para os Estados Unidos da América. Depois de estudar na Universidade Drexel, na Filadélfia, Chimamanda se transferiu para a Universidade de Connecticut. Fez estudos de escrita criativa na Universidade Johns Hopkins de Baltimore, e mestrado de estudos africanos na Universidade YaleSeu primeiro romance, Purple Hibiscus (Hibisco roxo), foi publicado em 2003. O segundo romance, Half of a Yellow Sun (Meio sol amarelo), foi assim chamado em homenagem à bandeira da Biafra, e trata de antes e durante a guerra de Biafra. Foi publicado pela editora Knopf/Anchor em 2006, e ganhou o Orange Prize para ficção em 2007.

Resultado de imagem para Hibisco roxo

---------------------------------------------------------------------------------------

Clarah Averbuck (Brasil)


Imagem relacionada

 Clara Averbuck Gomes é:

• Feminista.
• Escritora.

 Clarah Averbuck, como ficou conhecida, sempre odiou a escola. Parou de estudar no segundo grau, tentou o supletivo mais tarde, desistindo em seguida. O H do nome surgiu quando cursava o primeiro ano do segundo grau, por uma brincadeira entre colegas, e foi retirado em 2011. Retomou o supletivo apenas porque quis entrar na faculdade. Tentou estudar Letras e Jornalismo na PUC-RS, mas não passou de um semestre em ambos os cursos. Começou sua trajetória literária publicando os seus textos na Internet. Em junho de 1998 escreveu pela primeira vez para a Não-til, a revista digital da Casa de Cinema de Porto Alegre. Um ano depois, se tornou uma das colunistas do Cardos Online, que durou até 2001 e revelou escritores como Daniel Galera e Daniel Pellizzari. Em julho de 2001 mudou-se para São Paulo, onde começou a escrever sua primeira novela, Máquina de pinball, publicada no ano seguinte. Em setembro de 2001 criou o blog "brazileira!preta", que chegou a ter mais de 1800 acessos diários. Em maio de 2006, voltou a manter um blog, desta vez chamado Adiós Lounge e a seguir publicou mais dois livros: Das coisas esquecidas atrás da estante, em 2003, e Vida de gato, em 2004.

Imagem relacionada

---------------------------------------------------------------------------------------

Clarice Lispector (Ucrânia)


Imagem relacionada

 Clarice Lispector foi:

• Escritora.
• Jornalista.
• Tradutora.
• Contista.
• Ensaísta.

 Nasceu na Ucrânia e foi naturalizada brasileira — e declarava, quanto a sua brasilidade, ser pernambucana —, autora de romances, contos e ensaios, sendo considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século XX e a maior escritora judia desde Franz Kafka. Sua obra está repleta de cenas cotidianas simples e tramas psicológicas, sendo considerada uma de suas principais características a epifania de personagens comuns em momentos do cotidianoNasceu em uma família judaica da Rússia que perdeu suas rendas com a Guerra Civil Russa e se viu obrigada a emigrar em decorrência da perseguição a judeus que estava sendo pregada então, resultando em diversos extermínios em massa. Clarice chegou ao Brasil, ainda pequena, em 1922, com seus pais e duas irmãs. A escritora dizia não ter nenhuma ligação com a Ucrânia - "Naquela terra eu literalmente nunca pisei: fui carregada de colo" - e que sua verdadeira pátria era o Brasil. Inicialmente, a família passou um breve período em Maceió, até se mudar para o Recife, onde Clarice cresceu e onde, aos oito anos, perdera a mãe. Aos quatorze anos de idade, transfere-se com o pai e as irmãs para o Rio de Janeiro, onde a família estabilizou-se, e onde o seu pai viria a falecer, em 1940. Estudou direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro, conhecida como Universidade do Brasil, apesar de, na época, ter demonstrado mais interesse pelo meio literário, no qual ingressou precocemente como tradutora, logo se consagrando como escritora, jornalista, contista e ensaísta, tornando-se uma das figuras mais influentes da literatura brasileira e do modernismo e sendo considerada uma das principais influências da nova geração de escritores brasileiros. É incluída pela crítica especializada entre os principais autores brasileiros do século XX. Suas principais obras marcam cada período de sua carreira. Perto do coração selvagem foi seu livro de estreia; Laços de família, A paixão segundo G.H., A hora da estrela e Um sopro de vida são seus últimos livros publicados. Faleceu em 1977, um dia antes de completar 57 anos, em decorrência de um câncer de ovário. Deixou dois filhos e uma vasta obra literária.

Resultado de imagem para Perto do Coração Selvagem

---------------------------------------------------------------------------------------

Conceição Evaristo (Brasil)


Resultado de imagem para conceição evaristo

 Maria da Conceição Evaristo de Brito é:

• Escritora.

 Conceição nasceu numa favela da zona sul de Belo Horizonte, vem de uma família muito pobre, com nove irmãos e sua mãe, e teve que conciliar os estudos trabalhando como empregada doméstica, até concluir o curso normal, em 1971, já aos 25 anos. Mudou-se então para o Rio de Janeiro, onde passou num concurso público para o magistério e estudou Letras na UFRJ. Na década de 1980, entrou em contato com o grupo Quilombhoje. Estreou na literatura em 1990, com obras publicadas na série Cadernos Negros, publicada pela organização. É mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense. Suas obras, em especial o romance Ponciá Vicêncio, de 2003, abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. A obra foi traduzida para o inglês e publicada nos Estados Unidos em 2007. Atualmente leciona na UFMG como professora visitante. Em 2017, Conceição Evaristo foi tema da Ocupação do Itaú Cultural de São Paulo. Conceição Evaristo é militante do movimento negro, com grande participação e atividade em eventos relacionados a militância política-social.

Imagem relacionada

---------------------------------------------------------------------------------------

Cora Coralina (Brasil)


Resultado de imagem para cora coralina

 Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas foi:

• Poetisa.
• Contista.

 Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, ela teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965 (Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais), quando já tinha quase 76 anos de idade. Mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás. Os elementos folclóricos que faziam parte do cotidiano de Ana serviram de inspiração para que aquela frágil mulher se tornasse a dona de uma voz inigualável e sua poesia atingisse um nível de qualidade literária jamais alcançado até aí por nenhum outro poeta do Centro-Oeste brasileiroSenhora de poderosas palavras, Ana escrevia com simplicidade e seu desconhecimento acerca das regras da gramática contribuiu para que sua produção artística priorizasse a mensagem ao invés da forma. Preocupada em entender o mundo no qual estava inserida, e ainda compreender o real papel que deveria representar, Ana parte em busca de respostas no seu cotidiano, vivendo cada minuto na complexa atmosfera da Cidade de Goiás, que permitiu a ela a descoberta de como a simplicidade pode ser o melhor caminho para atingir a mais alta riqueza de espírito.

Resultado de imagem para Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais

---------------------------------------------------------------------------------------

Cristiane Sobral (Brasil)


Resultado de imagem para cristiane sobral

 Cristiane Sobral é:

 Atriz.
• Escritora.
• Poetisa.

 Estudou teatro no SESC do Rio de Janeiro, em 1989. No ano seguinte mudou-se para Brasília, onde montou a peça Acorda Brasil. Foi a primeira atriz negra graduada em Interpretação Teatral pela Universidade de Brasília. Atuou no curta-metragem A dança da Espera, de André Luís Nascimento, e em diversos espetáculos teatrais. Estreou na literatura em 2000, publicando textos nos Cadernos Negros. Foi crítica teatral da revista Tablado, de Brasília. Mestre em Artes com pesquisa sobre as estéticas nos teatros negros brasileiros. Membro do Sindicato dos Escritores do DF.

Imagem relacionada

---------------------------------------------------------------------------------------

Diana Palmer (EUA)


Resultado de imagem para escritora diana palmer

 Susan Eloise Spaeth é:

• Escritora.
• Ex-jornalista.

 Era conhecida como Diana Palmer e publicou romances desde 1979. Ela também escreveu romances como Diana Blayne , Katie Currie, e sob seu nome de casada Susan Kyle e um romance de ficção científica como Susan S. Kyle . Antes de escrever ficção, ela foi jornalista por dezesseis anos sob o nome de nascimento. Agora, ela tem mais de 150 livros impressos, mais deles traduzidos e publicados em todo o mundo. Seu romance Diamond Girl foi transformado em um filme que foi lançado em 1998 para a televisão.

Resultado de imagem para Gesto de ternura

---------------------------------------------------------------------------------------

Edain McCoy


Imagem relacionada

 Edain McCoy é:

• Escritora.
• Bruxa.

 McCoy aclama que se auto-iniciou em 1981 e que depois foi iniciada num coven de San AntonioTexas em 1983. Atualmente, é anciã da Tradição Witta e Sacerdotisa de Brighid.

Resultado de imagem para edain mccoy witta: an irish pagan tradition

---------------------------------------------------------------------------------------



------------------------------
Blog By Banshuu

Banshuu TV
-----------------------------

Comentários

Popular Posts